quinta-feira, 15 de julho de 2010

15 DE JULHO - DIA DO HOMEM

Que jamais, em tempo algum,


o teu coração acalente o ódio.

Que o canto da maturidade                                  

jamais asfixie a tua criança interior.

Que o teu sorriso seja sempre verdadeiro.

Que as pedras do teu caminho

sejam sempre encaradas como lições de vida.

Que a música seja tua companheira

de momentos secretos contigo mesmo.

Que os teus olhos sejam dois sóis

olhando a luz da vida em cada amanhecer.

Que cada dia seja um novo recomeço,

onde tua alma dance na luz.

Que em cada passo teu

fiquem marcas luminosas de tua passagem em cada coração.

Que em cada amigo o teu coração faça festa

e celebre o encanto da amizade profunda que liga as almas afins.

Que em teus momentos de solidão e cansaço

esteja sempre presente em teu coração

a lembrança de que tudo passa e se transforma,

quando a alma é grande e generosa.

Que o teu coração voe contente

nas asas da espiritualidade consciente,

para que tu percebas a ternura invisível

tocando o centro do teu ser eterno.

Que um suave vento te acompanhe, na terra ou no espaço,

e por onde quer que a força invisível do amor leve o teu viver.

Que o teu coração sinta

a PRESENÇA secreta do inexplicável!

Que os teus pensamentos,

o teu viver, e a tua passagem pela vida

sejam sempre abençoados por aquele amor que ama sem nome.

Aquele amor que não se explica, só se sente.

Que esse amor seja o teu rumo secreto,

viajando eternamente no centro do teu ser.

Que esse amor transforme

os teus dramas em luz,

a tua tristeza em celebração,

e os teus passos cansados

Que jamais, em tempo algum,

tu esqueças da PRESENÇA que está em ti e em todos os seres.

Que o teu viver seja pleno

de PAZ e LUZ.

Nenhum comentário:

SABEDORIA

SABEDORIA

HÁ DOIS TIPOS DE SABEDORIA: A INFERIOR E A
SUPERIOR.
A SABEDORIA INFERIOR É DADA PELO QUANTO ELA TEM CONSCIÊNCIA DE QUE NADA SABE.
TENHA A SABEDORIA SUPERIOR SEJA UM ETERNO APRENDIZ NA ESCOLA DA VIDA.
A SABEDORIA SUPERIOR TOLERA, A INFERIOR JULGA ; A SUPERIOR ALIVIA; A INFERIOR CULPA; A SUPERIOR PERDOA, A INFERIOR CONDENA.
(AUGUSTO CURY)